Apresentação

INTERNATO 

O internato constitui uma etapa curricular obrigatória da formação médica e é requisito para a colação de grau. A aprendizagem nesta fase da formação ocorre essencialmente no treinamento em serviço, sob supervisão de preceptores e/ou docentes do Centro Universitário, em serviços conveniados ou em regime de parcerias, estabelecidas por meio do Contrato Organizativo da Ação Pública Ensino-Saúde (COPES) com os Secretários Municipais e Estaduais de Saúde, conforme previsto no art. 12 da Lei nº 12.871, de 22 de outubro de 2013 e firmado em 20 de outubro de 2020.

As atividades são, obrigatoriamente, realizadas em tempo integral, com dedicação exclusiva do aluno, devendo ter frequência de 100% (cem por cento) em cada estágio do curso para ser aprovado, e participar de todas as atividades programadas. Além das práticas, desenvolvem-se atividades complementares como atividades de teorização em plataforma remota, seminários e cursos sobre atualizações conceituais, que não excedem a 20% (vinte por cento) da carga horária total do internato. A carga horária do Internato Afya foi estabelecida em 3100 horas, correspondente a 43% da carga horária total do curso, superando o mínimo de 35% proposto pelas DCNs 2014. Cumpre ressaltar que 30,3%, da carga horária do internato (940 horas), são dedicadas para a Atenção Primária em Saúde e Urgência e Emergência. O internato tem duração de 24 meses incluindo dois períodos de recesso.

Como funciona o internato de Medicina?

De acordo com o MEC, todo curso de Medicina precisa obrigatoriamente ter um “estágio curricular obrigatório em regime de internato”. Neste período, os estudantes vão realizar atividades supervisionadas pelos professores da faculdade em hospitais ou clínicas próprias da instituição, conveniadas ou parceiras. 

Carga horária do estágio obrigatório

Pelo menos 35% da carga horária total da graduação em Medicina deve ser dedicado ao Internato. Em geral, os cursos organizam sua grade curricular para que os dois últimos anos sejam do estágio obrigatório. 

Atividades realizadas: como fazer Internato de Medicina?

O Ministério da Educação determina que, ao menos, 30% do tempo do Internato seja dedicado ao atendimento para Atenção Básica e em Serviço de Urgência e Emergência do SUS. Estas atividades devem ser voltadas para a área da Medicina Geral de Família e Comunidade. Os demais 70% devem incluir atendimentos nas áreas de Clínica Médica, Cirurgia, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Saúde Coletiva e Saúde Mental.

Rotina do estágio no curso de Medicina

O interno (nome dado ao estudante nessa fase) terá como rotina a realização de plantões que poderão atingir até 12 horas diárias, com limite de 40 horas semanais.

Estudando fora do Estado

O MEC prevê também que o colegiado do curso de Medicina autorize o estudante a realizar até 25% do Internato num Estado diferente de onde está localizada a instituição de ensino em que ele está fazendo a graduação.  O internato é uma etapa do curso de medicina, um estágio curricular obrigatório. Nele você receberá treinamento em serviços, próprios ou conveniados. Lembrando que isso será feito sob supervisão direta dos docentes da própria Escola/Faculdade.

Quanto tempo dura o Internato de Medicina?

A carga horária mínima do internato de medicina é pelo menos 35% da carga horária total do curso. Esse dado é tido com base no Parecer/Resolução específico da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação. Assim, ele corresponde a uma duração média de 2 anos de estágio.

E o que são os rodízios?

Os rodízios são os períodos do internato medicina. Então, neles o interno irá se estagiar dentro das grandes áreas da medicina. Elas são:

  • Clínica Médica;
  • Cirurgia;
  • Ginecologia-Obstetrícia;
  • Pediatria;
  • Saúde Coletiva;
  • Saúde Mental.

Quer começar a se preparar? 

Durante esse contato, o interno de medicina deve possuir atividades no primeiro, segundo e terceiro níveis de atenção em cada área. Estas atividades são eminentemente práticas e sua carga horária teórica não poderá ser superior a 20% do total por estágio. Pelo menos 30% da carga horária total do internato deve ser desenvolvida na atenção básica e em serviço de urgência e emergência do SUS. Assim, devendo predominar a carga horária em atenção básica em relação à de urgência e emergência. Em algumas instituições de ensino, são criados rodízios específicos para essas áreas, em outras, essa carga horária é incluída nos próprios rodízios nas grandes áreas. Confira aqui como estudar no Internato!

Como é a carga horária semanal do Internato?

O limite de carga horária é de 40 horas semanais. Esse é o determinado na Lei Federal nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, que trata sobre o estágio. A forma como essa carga horária se distribui ao longo da semana pode variar. Normalmente, ela envolve as atividades em ambulatórios, enfermaria, aulas teóricas e plantões. O tempo máximo que um interno pode passar num plantão são 12 horas.

Nossa equipe

Contatos

  [email protected]

  (86) 86 9 8876-0565

Clique aqui e fale direto com nossa equipe

Estágios curriculares obrigatórios

Estágio curricular em urgências e emergências médicas e saúde mental. 

Estudo teórico e prático sobre urgências e emergências médicas nas áreas de pediatria, cirurgia, clínica, ginecologia, obstetrícia e psiquiatria de forma supervisionada. Inserção supervisionada do aluno no ambiente ambulatorial e hospitalar, com vistas à capacitação para o atendimento de pacientes de urgência e emergência.

Estágio curricular em atenção primária em saúde.

Inserção do aluno no ambiente de trabalho da Atenção Primária em Saúde, de forma supervisionada, com vistas à capacitação para o atendimento dos principais problemas de saúde encontrados nas comunidades locais e regionais. Saúde Coletiva.

Estágio curricular em atenção ambulatorial e hospitalar em ginecologia e obstetrícia.

Inserção do aluno no ambiente ambulatorial e hospitalar, com vistas à capacitação ao atendimento de mulheres, com afecções ginecológicas e assistência ao ciclo grávidopuerpural.

Estágio curricular em atenção ambulatorial e hospitalar em pediatria. 

Inserção do aluno no ambiente ambulatorial e hospitalar, com vistas à capacitação ao atendimento de recém-nascidos, crianças e adolescentes.

Estágio curricular em atenção ambulatorial e hospitalar em cirurgia.

Inserção do aluno no ambiente ambulatorial e hospitalar, com vistas à capacitação ao atendimento de pacientes com afecções cirúrgicas.

Estágio curricular em atenção ambulatorial e hospitalar em clínica médica.

 Inserção do aluno no ambiente ambulatorial e hospitalar, com vistas à capacitação ao atendimento de pacientes com afecções clínicas.

INTERNATO 4.0

Além da oportunidade de aprimorar os conhecimentos técnico-científicos, colocando-os em prática, com vistas a preparar o aluno do internato para a residência médica, surgiu a proposta da implantação do INTERNATO 4.0 nos cursos de medicina do Grupo AFYA. Por ser fundamentado em competências, e por alinhar o aprendizado, teórico e prático, com o iminente ingresso de nossos alunos na residência médica e vida profissional, decidimos pelo desenvolvimento de currículo para o local de trabalho usando Atividades Profissionais Confiáveis – Currículo EPA, que contempla 13 COMPETÊNCIAS específicas, baseadas em 6 competências gerais:

COMPETÊNCIAS GERAIS:

    • Assistência ao paciente;
    • Conhecimento/formação de médicos;
    • Habilidades interpessoais e de comunicação;
    • Profissionalismo;
    • Prática baseada em sistemas;
    • Aprendizagem baseada na prática e em melhorias.

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS:

    • História clínica e exame físico;
    • Diagnóstico diferencial;
    • Exames complementares;
    • Prescrição médica;
    • Documentação da entrevista clínica do paciente;
    • Apresentação oral de um caso clínico do paciente;
    • Diligência clínica;
    • Prestar/receber informações;
    • Integração de equipe multiprofissional;
    • Urgência e emergência;
    • Consentimento informado;
    • Procedimentos médicos básicos;
    • Segurança do paciente.

No internato, pela oportunidade de vivenciar as diferentes especialidades, o aluno poderá ter a noção da área por qual tem maior afinidade, podendo inclusive definir sobre qual especialidade vai seguir na residência. Para normatizar o internato, foi elaborado o Manual do Internato.

Todos os alunos regularmente inscritos no INTERNATO AFYA terão acesso a acompanhamento Psicopedagógico especializado.